PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTO ELETRÔNICO PARA ATMOSFERA EXPLOSIVA POR SEGURANÇA INTRÍNSECA

Alessandro Zittlau Soncini, Anderson Alves

Resumo


Este artigo aborda a certificação de um produto eletrônico para atmosfera explosiva usando o princípio de proteção por segurança intrínseca. Expõe a parte teórica que envolve a classificação de áreas, a formação de atmosferas explosivas de gás e vapor, e o princípio de funcionamento da segurança intrínseca. Também é especificado um produto portátil, alimentado por bateria que possui as funcionalidades de monitoramento de transponders RFID e envio das informações para um sistema de gerenciamento centralizado com a finalidade de controlar o fluxo de combustível de uma unidade abastecedora e prevenir furtos. O produto e suas características construtivas são discutidas juntamente com a exposição dos requisitos normativos. São abordados o processo de certificação em si, o envolvimento da certificadora e dos laboratórios de ensaios, bem como o processo de auditoria e da emissão e manutenção do certificado. De forma a exemplificar o processo, os cálculos da análise teórica são demonstrados para assegurar que os parâmetros projetados atendem aos requisitos normativos.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.IEC NBR 60079-0: Atmosferas Explosivas Parte 0: Equipamentos – Requisitos gerais. Rio de Janeiro, 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.IEC NBR 60079-11: Atmosferas Explosivas Parte 11: Proteção de equipamento por segurança intrínseca. Rio de Janeiro 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.IEC NBR 60079-20-1: Atmosferas Explosivas Parte 20-1: Característica das substâncias para classificação de gases e vapores – Métodos de ensaio e dados. Rio de Janeiro 2013.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15456: Armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis – Construção e ensaios de unidades abastecedoras. Rio de Janeiro 2016.

INMETRO. Portaria n. º 179, de 18 de maio de 2010. Disponível em:< http://www.inmetro.gov.br/>. Acesso em: 8 ago. 2017.

STEUTE. Imagem do produto Ex STM 295 - Chaves de segurança Ex com bloqueio. Disponível em:. Acesso em: 8 ago. 2017.

WEG. Cartilha de atmosferas explosivas. Disponível em:. Acesso em: 8 ago. 2017.

EPETEC. Soldemask design basics. Disponível em: . Acesso em: 8 ago. 2017.

SINDBOMBEIROSDF. Termodinâmica da Combustão. Disponível em: . Acesso em: 8 ago. 2017.

HERCO CONSULTORIA DE RISCO. Instalações elétricas em atmosferas explosivas, módulos I, II e III. Joinville, set. 2013.

LITTELFUSE. Folha de dados do 5KP5.0A. Disponível em: < http://m.littelfuse.com/>. Acesso em 8 ago. 2017.

ONSEMI. Folha de dados do NCP1403. Disponível em: . Acesso em 8 ago. 2017.

DÁCIO DE MIRANDO JORDÃO. Manual de instalações elétricas em indústrias químicas, petroquímicas e de petróleo: atmosferas explosivas. Rio de Janeiro 1997

ASTM INTERNATIONAL. Standard Test Method for Comparative Tracking Index of Electrical Insulating Materials. West Conshohocken, Pensilvânia, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.